registros…

Ele:
posso fazer uma pergunta mt mt mt pessoal?

Ela:
pode
Ele:
e q é complcado de responder
Ela:
se eu n conseguir responder eu só vou mandar uma carinha
assim =p
Ele:
kkkkk
ta =P
Ela:
como de costume
=p
pode perguntar

Ele:
vc desistiu de nois dois ??
msm cm td…
digo ai dentro de vc…

Ela:
=p
Ele:
kkkkkkkkk
Ela:
hehe
Ele:
=P
Ela:
c sempre faz pergunta complicada pra mim, logo pra mim q n sei responder nada sobre mim mesma
  =\
Ele:
hehehehe
isso é ume verdade
=P
Ela:
hehehe
(digitando texto)
(apagou texto)
Ele:
hmmm
fala =)
Ela:

eu n facilito as coisas mais ainda, n sabendo responder essas =S
essa é a verdade
antes eu tivesse respostas
e acabasse com toda sombra d dúvida
e fizesse cada um caminhar pro rumo q se tem d caminhar
concorda,né?
=(

Ele:
em partes
não com td
Ela:
eu concordo com tudo =|
Ele:
é normal ter dúvida =\
Ela:
eu sei
mas se todo mundo q tivesse dúvida fizesse cm eu,nada daria certo
Ele:
hehehhehehe
Ela:
minha bateria vai acabar d novo =S
Ele:
eu acredito em nos dois
e tu sabe disso
sempre acreditei
msm qndo vi td perdido
=S
oq é mt estranho =S
 acho q eu gosto de vc msm =S
 suahsuahsa
  se acabar avisa
  =)
Ela:
aviso
Ele:
cri e cri
 suahsuahsa
 =)
Anúncios

…quando não cabe!

…assim como em muitas vezes, venho aqui na tentativa de desabafar no silêncio, com a esperança de que alguém me ouça!

Sei que é hora de seguir em frente e viver a vida. E assim tenho feito, apesar de todos os defeitos. Mater-se assim é que tem sido cruel. Lembrar-se de tudo a cada esquina, musica, cor, gesto, sorriso, texto…em fim! Tudo!

Foi quando vi o acumulo desses todos, a alguns minutos atrás, que me escapou mais uma lágrima pelo canto dos olhos. Sem razão, inteção ou pretensão. Saiu apenas por sentir-se inutil como estava.

A cada dia vejo paginas do meu conto de fadas sendo rasgada. Não por alguém ou por algo, mas pelo tempo. Pergunto-me onde foram todos os detalhes que construímos. Me pergunto até quando vou deitar e relembrar todas as conversar bobas sobre o clima, a lua e sonho do dia. Até quando vou tentar refazer cada toque, cheiro e gosto, na esperança de diminuir essa saudade.

até quando vou está disposto a recomeçar?

amor…amor…amor…
dentro de mim não para de se repetir!
amor…amor…amor…

porque não consigo simplesmente me acalmar com tudo?
quando vou me sentir a vontade?
quando vou perceber que as coisa são exatamente o que deveriam ser?

não é possível que todo esse alvoroço seja causado em vão!
eu quero paz, e  a procuro, mas na minha busca, eu não a promovo.
não sei me conformar com o que eu não concordo!
deveria aprender!

meus pensamentos me traem.
cada lembrança boa me faz se sentir mais fora do que eu gostaria!